Fernando de Noronha: 8 dicas para planejar a viagem

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterPin on PinterestEmail this to someone

noronha 4Pague as taxas com antecedência

O visitante paga duas taxas em Noronha. Uma delas é a Taxa de Preservação Ambiental  (R$ 68,74 por dia). A outra é o ingresso do Parque Nacional Marinho Fernando de Noronha (R$ 89 para brasileiros e R$ 178 para estrangeiros, por 10 dias). A primeira delas, você é obrigado a pagar. A segunda é facultativa, mas o não pagamento significa deixar de conhecer cartões-postais como a Baía dos Porcos, a Baía do Sancho e a Praia do Sueste. A nossa primeira dica é: pague tudo com antecedência, pela internet. Assim, você evita filas no aeroporto e também na sede do ICMBIO. Tempo em Noronha é dinheiro, muito dinheiro. A taxa de preservação pode ser paga no site oficial do arquipélago. A outra deve ser paga no site do Parque Nacional Marinho Fernando de Noronha.

Agende com antecedência passeios com restrição de público

Alguns passeios em Noronha têm a quantidade de visitantes limitada por dia ou só podem ser feitos sob determinadas condições de maré. Nem sempre é possível compatibilizar a nossa vontade com as vagas, sobretudo se já estivermos na ilha. As chances de não haver agenda para você são grandes. Por isso, se você deseja conhecer lugares como a piscina do Morro de São José (única ilha secundária onde é permitida a visitação pública), a Praia do Atalaia ou as piscinas naturais da Pontinha e da Caieiras, faça o agendamento prévio. Informações sobre como fazê-lo podem ser obtidas no telefone: +55 81 3619-1220. Outra opção é pedir ajuda aos responsáveis pelo seu local de hospedagem. O agendamento pode ser feito com até cinco dias de antecedência.

DCIM100GOPRO

Leve snorkel e pés-de-pato

Snorkel e pés-de-pato são como uma segunda pele em Noronha. Você vai precisar deles para aproveitar ao máximo as belezas de cada praia visitada. Não à toa, os guias sempre levam os visitantes a lojas de aluguel dos equipamentos antes de seguir para o destino do dia. O aluguel diário custa, em média, R$ 20. Então, pedir emprestado a um amigo, levar o seu próprio equipamento ou até comprar podem ser excelentes estratégias de economizar no arquipélago e até mesmo a longo prazo, caso você deseje voltar ou visitar outros paraísos semelhantes.

Leve água mineral e também alguma comida

Não é lenda, Noronha é um destino caro. É o preço de desfrutar de um dos lugares mais bonitos (se não o mais bonito!) do Brasil. A água mineral custa R$ 5. A cerveja long neck varia entre R$ 12 e R$ 15. Então, vale a pena se organizar para dividir o espaço da mala entre roupas e mantimentos. A gente levou três garrafas d´água de 1,5L para 5 dias de viagem. O suficiente. Também levamos alguns biscoitos e salgadinhos. Parte deles voltou, mas melhor sobrar do que faltar!

Leve um squeeze

Pegue qualquer garrafa pequena e leve com você na mochila. O primeiro motivo é facilitar o trânsito da água que você trouxe de casa em garrafas de litro. O segundo é que, em algumas praias onde há centro de entrada para o parque nacional é possível reabastecer o squeeze pagando a metade do preço de compra de outra água mineral.

noronha 2

Vai alugar um buggy? Também faça isso antes da viagem

Alugar um buggy é uma excelente forma de desfrutar Noronha de uma forma mais íntima. Você e no máximo mais três pessoas. Na ilha, há vários serviços de aluguel dos veículos, mas nem sempre eles estão disponíveis. A quantidade de visitantes no arquipélago é limitada e, a depender da temporada, ele estará lotado. Pode ser que você não encontre buggy disponível. Por isso, ligue para a pousada ou direto para alguma agência e faça a reserva dias antes de seguir viagem.

Leve dinheiro em espécie 

Não esqueça, Noronha é um arquipélago. Você estará a uma distância considerável do continente. Há poucos caixas eletrônicos na Ilha e nem sempre eles estão abastecidos. Alguns estabelecimentos também não aceitam o pagamento em cartão de crédito. Por isso, leve o máximo de dinheiro que você puder em cédulas e moedas.

noronha 5

Quer uma experiência única? Veja o arrufo das sardinhas

Noronha vai te proporcionar um contato único com a natureza. Cada canto da ilha é de uma beleza indescritível. Só estando lá para sentir a sensação. Só botar os pés na ilha e vocês entenderão o que estamos querendo dizer, mas, se pudéssemos recomendar apenas um atrativo, seria ver o arrufo. É o fenômeno que ocorre quando os peixes grandes encurralam as sardinhas e elas começam a pular para fora do mar. Acontece entre agosto e setembro (fomos no começo de outubro de 2015 e ainda estava rolando) e mobiliza uma legião de turistas e pescadores, que acordam antes do sol e vão para a beira da praia esperar os pulos. É emocionante!

Já sabe onde ficar em Noronha? Faça uma reserva pelo Booking utilizando o nosso link, sem gastar nada a mais por isso. Assim você ajuda a manter o blog ativo! 

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterPin on PinterestEmail this to someone

2 comentários sobre “Fernando de Noronha: 8 dicas para planejar a viagem

  1. Johne390 disse:

    I like what you guys tend to be up too. Such clever work and coverage! Keep up the very good works guys I’ve incorporated you guys to my personal blogroll. dfbaffkcgead

  2. Mundo ideal disse:

    {Mensagem do Dia }

    Todos os dias são portas que se abrem para a felicidade. Abra-as com fé, esperança e o desejo de fazer apenas o bem. Conspire a favor de todos que o melhor da vida vem.Persistindo na luta ou começando do zero, mantém a tua humildade em equilíbrio com a tua vontade de vencer e a tua força ao lutar.
    Aproveita as novas oportunidades que são colocadas à sua frente. Deus se manifesta através delas e você mostra que é merecedor de Suas bênçãos em não as deixar passar. Confia em tuas próprias forças e não ousa duvidar de si mesmo, porque Ele está dentro de você!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *