A bela e silenciosa vila de Óbidos

Publicado em


Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterPin on PinterestEmail this to someone
ABRE

A rua Direita aglutina boa parte do comércio turístico de Óbidos.

Se Portugal faz o turista brasileiro se sentir em casa, Óbidos é o exemplo máximo dessa teoria. Os sobrados brancos, com detalhes em amarelo e azul, rememoram o casario das cidades patrimônio com passado colonial português no Brasil. Até as lojinhas de comidas, bebidas e artigos de decoração nos remetem ao passado do nosso próprio país. Óbidos poderia ser Olinda ou Ouro Preto, não fosse um detalhe, a história lá começou bem antes. Considerada cidade literária pela Unesco, Óbidos parece saída de um livro de história. Em seu passado, já foi tomada pelos Mouros, local de comércio dos fenícios e também dote de muitos casamentos reais.

Óbidos é uma cidade amuralhada e um dos grandes atrativos de lá é justamente a possibilidade de caminhar por cima de paredão de pedras. Só tome cuidado, há trechos estreitos e íngremes, o que pode ser um perigo se você estiver com idosos ou crianças. Dentro da vila, está também uma das sete maravilhas portuguesas, o Castelo de Óbidos – o local funciona como um hotel e tem acesso limitado aos hóspedes ou aos interessados em fazer as refeições no restaurante interno.

 Como chegar

Óbidos fica a 80km de Lisboa. A melhor forma de chegar até lá, caso você não esteja de carro, é pegando um ônibus. Os veículos saem da rodoviária que fica ao lado da Estação Campo Grande do metrô (linha verde). O valor da passagem é 7,60 euros. Achamos meio caro, mas o veículo é limpo, novo e tem ar condicionado. Dica: ao sair da estação, você encontrará a parada dobrando à direita e depois atravessando a rua, à esquerda. O ônibus para exatamente no centro da vila de Óbidos. Para voltar, você compra a passagem direto com o motorista. Não haverá placa, mas a parada correta estará exatamente em frente da você desceu, no sentido contrário. Cuidado para não errar!

 

O que fazer

IMG_7453

Assim que você chegar a Óbidos, terá exatamente essa vista da cidade.

Percorrer as ruelas

A melhor forma de conhecer Óbidos é sem dúvidas percorrendo toda as ruas da vila. As casas parecem harmonizadas entre si. O branco das paredes é quebrado às vezes por azulejos português às vezes por flores e plantas colocadas delicadamente nas janelas. A vontade é bater em qualquer porta, convidar-se para entrar e tomar um chá ou café. Andando, você encontrará as atrações turísticas do povoado: A Porta de Nossa Senhora da Graça, com sua exuberante decoração em azulejo, a Igreja de Santa Maria, o pelourinho e a Rua Direita. Para os mais instigados, vale sair um pouco da vila e caminhar até o Aqueduto da Usseira.

 

DCIM105GOPRO

É preciso andar com bastante atenção sobre as muralhas, há partes como esta bem estreitas e sem nenhuma proteção.

Andar sobre a muralha

Como a gente já disse lá em cima, um passeio imperdível em Óbidos é caminhar sobre a muralha que circunda a vila. Você pode começar por qualquer trecho, mas não deixe de percorrer todo o circuito, que apresenta pontos de vista diferentes sobre a cidadela. Lá de cima também é possível ver edificações mais distantes e os campos de plantação. A nossa orientação é prestar bastante atenção no percurso, pois ele é bastante acidentado e não há nenhuma proteção. Em alguns momentos, ele estreita e impede a passagem de duas pessoas ao mesmo tempo.

 

IMG_7520

É neste descampado onde são montadas as barracas do festival medieval e, durante o Natal, ocorre a montagem de uma vila do Papai Noel.

Participar do mercado medieval

Durante uma época do ano, Óbidos é transformada em um burgo da Idade Média. O Mercado Medieval é um evento organizado pela gestão municipal e leva à vila cavaleiros, bailarinas, nobres, mendigos e até vítimas da peste negra. Também são realizados torneios diários, a pé e a cavalo, assim como montadas barracas de comidas típicas. Em 2017, o evento acontecerá do dia 13 de julho até 6 de agosto.

 

IMG_7597

Provar as comidas e bebidas típicas locais

Em Óbidos, há vários estabelecimentos que vendem uma variedade de doces típicos de Portugal. Você encontrará queijada, pastel de nata, biscoitos de vários sabores e também conservas de sardinha, camarão, atum, etc. Uma excelente oportunidade para fazer compras, já que os preços não destoam tanto de outros locais turísticos da região. O grande atrativo de lá é a ginjinha e você não demora a perceber.

Há diversos pontos de compra, na Rua Direita, do licor produzido a partir da maceração da fruta ginja. A bebida é geralmente servida em copinhos de chocolate. Outra dica imperdível é provar a uva vendida na loja de livros ao lado da parada de ônibus. O sabor aqui é garantido pela propaganda: os cachos fazem parte da pequena produção de uma simpática idosa que também trabalha como vendedora da loja.

Já sabe onde ficar em Lisboa? Faça uma reserva pelo Booking utilizando o nosso link, sem gastar nada a mais por isso. Assim você ajuda a manter o blog ativo! 

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterPin on PinterestEmail this to someone

Um comentário sobre “A bela e silenciosa vila de Óbidos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.